Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-settings.php on line 512

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-settings.php on line 527

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-settings.php on line 534

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-settings.php on line 570

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-includes/cache.php on line 103

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-includes/query.php on line 61

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/quebagaca/www/wp-includes/theme.php on line 1109
QueBagaça.com » Americano é acusado de ‘atacar’ policial com gás de pum
set
25th

Americano é acusado de ‘atacar’ policial com gás de pum

Files under Notícias | Posted by Paulo

Preso por atacar com gas de pumJose A. Cruz, de 34 anos e morador de Clarksburg, nos Estados Unidos, está sendo acusado pela polícia de lançar intencionalmente seus gases intestinais na direção de um policial de West Virginia.

Na terça-feira (23), ele foi parado por dirigir com os faróis apagados. Segundo a polícia, ele estava cheirando álcool, falava enrolado e foi reprovado em três testes de sobriedade. De acordo com reportagem do “Washington Post”, Jose acabou algemado e levado ao distrito policial para o teste do bafômetro.

Enquanto o patrulheiro T.E. Parsons preparava o equipamento, Cruz moveu a cadeira em sua direção, ergueu a perna e “soltou um pum barulhento”, segundo o boletim de ocorrência. Não contente, o acusado ainda teria soprado o mau-cheiro na direção do guarda.

“O gás era muito fedido, e foi entendido como insulto ou provocação contra o policial Parsons”, diz a queixa. O flatulento também foi enquadrado por dirigir embriagado e com os faróis apagados, além de duas acusações de obstrução da Justiça.

Cruz admite ter soltado a “bomba”, mas diz que não moveu a cadeira na direção do policial nem apontou a “arma” para ele. Ele alega que, quando foi levado à delegacia, estava passando por uma indisposição estomacal. Ele teria pedido para ir ao banheiro, mas não foi atendido. “Eu não aguentava segurar mais”, disse.

Ele também negou que estivesse dirigindo bêbado ou dificultando o trabalho da polícia. Cruz declarou que os policiais acharam o incidente do pum engraçado, e até riram com ele na hora.

“Isso é ridículo”, disse o suspeito. “Por causa disso posso acabar passando um tempo na cadeia.”

Fonte:Globo.com
———————————————-

Para o cara ter sido preso, o negocio foi feio kkk

Post a Comment